quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

O HAITI É AQUI?

 Digo aos nobres leitores que assistindo aos telejornais nos últimos dias, tive a percepção da carga de informação que recebemos do Haiti. Sim um país assolado pelas mazelas de uma guerra civil despropositada no meu entendimento, pessoas de todas as idades submetidas as mais diversas intempéries e desmandos dos seus próprios cidadãos, cidadãos estes que são uma pequena minoria que governava e governava mau o desafortunado país.
 Então lhes conclamo para refletirem a cerca do assunto que incomodava o mundo, más não o suficiente para chamar a atenção para a realidade do cotidiano, somente nossos valorosos soldados que compõe a força de paz da ONU saberão dizer com riqueza de detalhes o que se passou naquele país antes e depois da catástrofe natural que devastou aquela terra afastando ainda mais as esperanças daquele povo.
Não estou aqui fazendo ou mesmo tentando promover algum tipo de preconceito contra aquele povo e sim alertando aos nobres leitores de que em nossa terra existem vários “Haiti’s”, do Oiapoque ao Xuí desta nação que possui uma dimensão quase que continental podemos encontrar pessoas ou comunidades, e para quem não entendeu; seres humanos em situações degradantes tanto quanto a dos haitianos. Trata-se dos brasileiros sobreviventes da catástrofe resultante da má gestão pública, e ainda para os que não entenderam; dos desmandos ou mesmo incompetência dos nossos governantes e legisladores.
Busco um exemplo bem próximo de nós para apontar as infelizes coincidências, provavelmente todos já ouviram falar da “Vila do Sapo”, e quem ainda não havia ouvido, está ouvindo agora; a coisa funciona mais ou menos assim, de longa data nossa terra ou nossa cidade tem sofrido com os desmandos e ou falta de qualificação dos nossos administradores, reclamamos daqui e dali, mas nunca assumimos uma postura direta e permanente contra estes famigerados atos contra o erário publico e conseqüentemente contra o povo na outra ponta da corda.

Vamos nos ater na “Vila do Sapo” e como os seus habitantes sobrevivem; caros leitores, a situação é caótica e as casas em sua grande maioria são de taipa (barreado ou pau a pique) a estrada não tem nenhuma infra estrutura, linha de ônibus regular pode esquecer, comércio próximo por coincidência também não tem e se eu for enumerar tudo o que falta naquela região daria para encher o jornal e a coisa não para somente pela falta de estrutura, a aproximadamente 05 anos passados aquela COMUNIDADE e este é o termo que a trupe gosta de usar na hora de fazer e refazer as falsas promessas, promessas estas que foram refeitas pouco mais de um ano passado.

É seu moço, infelizmente o povo de lá e de cá caíram na mesma lorota ou se quiser entender como mentira pode considerar porque está certo, pois, prometeram e sumiram novamente com a maior cara de pau do mundo, obviamente devemos dar os créditos ao artista maior, aquele digníssimo senhor que ao ser interpelado por conta do mensalão disse, “eu não sabia, eu não ouvi, eu não vi”, e o povo acreditou.
Tratar destes acontecimentos como incidentes ocasionais, sinto muito, esta eu não engulo e quiçá digeri-las, daí meus nobres leitores, o dito e eleito “Prefeito” e seus asseclas tem o dever de cumprir suas promessas junto aquela COMUNIDADE, parem para imaginar o bem que faria aquele povo um posto de saúde, coleta e tratamento de esgoto, pois licitaram o que já está pronto e eu lhes pergunto.
Porque não licitaram os distritos onde precisam de investimentos e caso não se recordem é a infra-estrutura, a companheirada poderia usar a imaginação que tiveram para criar o belo plano de governo, até o muro do cemitério deram como pronto, digníssimos senhores, peço que olhem por aquela COMUNIDADE, pois vosso lema era “COMUNIDADE UNIDA” e no caso deles até então só lhes restam se unir com Deus, pois digo que os digníssimos senhores e seus COMPANHEIROS e suas mentes brilhantes não vão querer importar um TERREMOTO para devastar aquela COMUNIDADE e talvez até a catástrofe chegue atrasada por conta das tetas que terão de serem inventadas para alojar outro COMPANHEIRO.


Digo-lhes senhores honrados, canja de galinha não faz mau a ninguém e um pouco de brio na face também não, já chega de mazelas para este povo, povo este vitimados de uma diáspora política e veja bem não é seu povo e nem sua COMUNIDADE, é nossa e digo isto com fé de que os nobres leitores entenderão este desabafo e digo ainda que não estou fazendo nenhum tipo de trocadilho com a desgraça alheia e só estou apontando para o sofrimento que está ao nosso redor e infelizmente não são tomadas as DEVIDAS e PROMETIDAS providencias e para os alcoviteiros de plantão, ao contrário de ficar dizendo ou mirabolando intrigas para a CORTE PALACIANA dizendo processa ele que ele cala, parem com isto, se fizerem um aproveitamento melhor do seu tempo, quem sabe estes mesmos alcoviteiros conseguem desvendar para onde foi o rico dinheirinho dos contribuintes nas guias falsificadas

Nenhum comentário: